Centros de Serviços Compartilhados: o que são e por que são decisivos para as empresas
25/11/2021
Por que fazer uma pós-graduação em Gestão de Negócios
15/12/2021
Exibir tudo

3 indicativos de que você perdeu o controle da sua empresa

O dia a dia de quem está à frente de um negócio é permeado de desafios: delegar tarefas, especificar metas e objetivos, direcionar projetos, avaliar colaboradores, assumir responsabilidades… Ter o controle da sua empresa não é, definitivamente, tarefa fácil.

 

Mas, quando isso acontece, ou seja, quando há boa execução dessas (e de outras) atividades, a empresa consegue reter talentos, prestar um ótimo serviço, entregar produtos de qualidade e se destacar no mercado. Do contrário: muitos problemas começam a surgir.

 

Estamos falando de processos pouco alinhados, ambiente de trabalho bagunçado, falta de rotina e de pontualidade. De aumento de reclamação de clientes, alta rotatividade de profissionais e de custos cada vez mais imprevisíveis.

 

São questões pelas quais nenhum gestor ou liderança quer passar. Você já parou para pensar se corre esse risco? Neste artigo, listamos 3 indicativos de que você já perdeu o controle da sua empresa, pode começar a ter esses problemas — se é que já não começou — e precisa tomar as rédeas do seu negócio agora mesmo.

 

Como saber se você perdeu o controle da sua empresa

  • Falta visão panorâmica da sua organização

De maneira simples e clara, uma visão panorâmica é ter a capacidade de ver o cenário completo da sua empresa. Isso significa analisar todos os agentes e situações que o compõem, identificar como cada processo funciona e como cada setor interage entre si.

 

Você compreende o funcionamento da linha de produção? Sabe quais são os processos da área de recursos humanos, do comercial e do marketing? Entende os trâmites do financeiro e da contabilidade?

 

Mais ainda: sabe como está o relacionamento com os fornecedores? Quão satisfeitos estão seus clientes com as entregas? Compreende os prazos, o atendimento, o pós-venda?

 

É com uma visão panorâmica de todas as partes de uma empresa que os gestores conseguem compreender o todo para fazer a engrenagem girar e, assim, cumprir seu papel no mercado sem grandes percalços.

 

Quando precisar tomar uma decisão, fica muito mais fácil avaliar não apenas a necessidade imediata, mas o impacto e as consequências dessa atitude em todas as áreas da empresa.

 

  • Dificuldade em fazer a gestão correta das pessoas

A gestão de pessoas é desafiadora. Ela exige um trabalho constante de análise e busca de soluções para compreender as necessidades dos colaboradores e conciliá-las com a cultura organizacional.

 

Se você não tem conseguido identificar e reter talentos, não oferece capacitação, não vê seus times motivados e engajados e não consegue lidar com gerações distintas, é porque está com dificuldade de fazer a gestão correta das pessoas.

 

E, como o principal ativo das empresas continua sendo o capital humano — afinal, são as pessoas as responsáveis pelos resultados obtidos —, é importante que haja valorização e investimento em seus colaboradores. É preciso que haja uma gestão de pessoas eficiente.

 

  • Gestão financeira ineficaz

As finanças ocupam posição estratégica para o negócio da empresa. Por isso, estabelecer o total controle delas é determinante para que a organização alcance os resultados esperados e chegue ao seu objetivo.

 

Assim, quando acontece um dos três cenários abaixo, é porque há algo errado.

 

1) A despesa é maior que a receita;

2) Proporcionalmente, os custos têm aumentado mais que a receita;

3) A receita é maior que a despesa, mas não sobra dinheiro em caixa.

 

O desafio vai muito além de gerenciar despesas e receitas. Também envolve gestão de pessoas, capacitação e integração entre as áreas. As empresas têm que adotar a gestão de finanças a fim de ter uma postura mais competitiva e se destacar em meio à concorrência.

 

Como é possível ter total controle da sua empresa?

 

A palavra de ordem é visão panorâmica, ou seja, analisar os setores como parte de um todo, o que envolve custos, projetos, tempo e pessoas. Para isso, é preciso monitorar sistematicamente o mercado e as estratégias elaboradas, acompanhar as dinâmicas da área — e os resultados.

 

É preciso padronizar processos, monitorar o andamento das tarefas e dos projetos, acompanhar as atividades da equipe e melhorar a produtividade das pessoas. Fundamental estar antenado aos fatores externos e internos que implicam diariamente nos negócios e ter um planejamento estratégico em períodos regulares — mesmo em um mundo VUCA e BANI.

 

Uma visão sistêmica certamente resvala em uma gestão mais assertiva — tanto financeira quanto de pessoas — e em um bom direcionamento estratégico. E isso é essencial para o gestor tomar decisões de forma mais orientada de modo a se estabelecer no mercado e fazer crescer seus resultados.

 

O programa de pós-graduação em Gestão de Negócios da PKT Desenvolvimento Empresarial, associada da Fundação Dom Cabral (FDC), é ideal para quem quer ampliar as competências em gestão e desenvolver essa visão multifuncional da organização.

 

A especialização é estruturada em quatro blocos e inspirada em skills preconizados pelo World Economic Forum: resolução de problemas complexos, pensamento crítico e adaptativo, criatividade, trabalho colaborativo e transdisciplinaridade.

 

É a maneira de aprender na prática como utilizar as melhores ferramentas da gestão contemporânea, se atualizar e tomar as rédeas do controle da sua empresa. Inscreva-se agora mesmo!