Gestão de Processos: Importância da cultura Lean para as organizações
27/01/2020
O papel do líder no ciclo do gestor de pessoas
17/02/2020
Exibir tudo

Marketing estratégico: novo consumidor exige mudanças até em empresas consolidadas

A recente evolução tecnológica mudou de forma drástica o comportamento do consumidor. Com o advento da internet, ele se tornou ávido pela informação e também um grande influenciador. Afinal, agora avalia os produtos, compartilha experiências de compra, cria conteúdo, promove — ou critica — produtos, ideias e serviços. Basta um clique e uma rede de relacionamentos para que sua opinião seja disseminada.

Outra característica marcante é que ele colocou os índices de compras pela internet no mesmo patamar — às vezes até superior — ao das compras físicas. Não é de se estranhar que tais comportamentos tenham se tornado referência. Além de facilitar a vida das pessoas, as novas ferramentas diminuem custos operacionais. Assim, oferece produtos e serviços mais baratos e até mesmo isenções de tarifas.

Por isso, não adianta querer nadar contra a maré. Com o novo perfil do consumidor consolidado, tornou-se necessário um movimento por parte das empresas, uma vez que manter a postura adotada até então já não é o suficiente para garantir as vendas nem mesmo àquelas já consolidadas.

Um grande aliado nesse processo de recolocação no mercado é o marketing. Infelizmente, diversas empresas ainda têm dificuldade em entende-lo como um investimento estratégico – e não como uma mera despesa. No entanto, neste artigo você vai entender que a criação de um departamento de marketing representa o investimento em uma ferramenta estratégica capaz de desvendar os mistérios do consumidor e contribuir para o desempenho do seu negócio.

 

Conhecendo o mercado

Se você pretende ganhar destaque no mercado, além de conhecer muito bem o seu consumidor, é essencial conhecer os seus concorrentes. Quem são eles? O que estão produzindo ou fazendo? Qual é a aceitação do público?

Essas e outras perguntas poderão ser respondidas através do benchmarking. Derivado do inglês “benchmark” — que significa referência —, estamos falando de uma ferramenta de gestão que observa os concorrentes de modo estratégico, identificando suas melhores práticas e fragilidades para o desenvolvimento de diferenciais competitivos.

Utilizada pelo departamento de marketing para desenvolver iniciativas que melhorem a posição da empresa, as informações ajudam também a fornecer insights para outros setores, como o desenvolvimento de produtos. Já os executivos, sabendo o que funciona ou não no mercado, podem tomar melhores decisões na busca por resultados.

 

Quem é o seu novo consumidor?

Voltando ao consumidor, como já mencionamos, o seu perfil mudou. Mas, você sabe qual é o comportamento do seu cliente hoje? Para responder essa pergunta, não basta conhecer o público-alvo. Em um mercado que trabalha com nichos e segmentação, é preciso saber detalhes para estabelecer uma comunicação mais assertiva e persuasiva.

Assim nasce a “persona”. É um termo que se refere a um perfil fictício criado a partir de informações reais captadas na sua própria empresa e junto dos seus clientes atuais ou recorrentes. Ela remeterá ao cliente ideal, ou seja, aquele para quem você vende ou deseja vender. De maneira estratégica, o departamento de marketing ajudará a identificar essas características e construir a persona do seu negócio.

 

O marketing também mudou

Tradicionalmente, o papel do marketing era promover produtos e serviços. Mas, a mudança do perfil do consumidor trouxe também para o setor uma grande transformação, baseada na velocidade das informações e geração de dados.

Nomeada de marketing digital, a principal característica dessa nova visão é a possibilidade de mensurar e armazenar dados, que contribuem com o aumento nas conversões, ajudam a identificar oportunidades e riscos, geram interações personalizadas, entre outros.

Qual o horário que o consumidor mais acessa a internet? Quais os assuntos que pesquisa? Onde ele está? Essas são algumas dúvidas que está apto a responder ao aderir às ferramentas digitais. Isso vai colaborar para sua organização contar com um CRM (Customer relationship management, ou gestão de relacionamento com o cliente) completo e estratégico.

Em meio a tanta mudança, é importante ressaltar que o marketing digital não é melhor que o tradicional. Mas sim complementar. Uma equipe de marketing capacitada poderá utilizar estratégias de ambas as vertentes para atingir um público cada vez maior e mais diversificado.

Conhecer mais a fundo a atuação do marketing no desenvolvimento estratégico do negócio despertou seu interesse? Então está na hora de investir. Estruture o seu departamento de marketing com uma equipe qualificada e atualizada. Tenha a certeza de que está fazendo um investimento estratégico para sua empresa.


Precisa de ajuda?